#RHSC – AS VANTAGENS DE SER ALTERNATIVO


Uma coisa que vai além do modo de se vestir, gente! É um estilo de vida muito mais elaborado para quem não tem medo de chocar a sociedade. E de vez em quando é muito bom ser o centro das atenções.

modelocapa

Quem nunca gostou de ser alvo de olhares que atire a primeira pedra! E sempre tem aquele dia que você tá meio atravessado com o universo e quer que olhem mesmo. E que te julguem. É da natureza do ser humano julgar, principalmente a forma como o coleguinha se veste. Eu, Thais, acho isso particularmente uma perda de tempo. Porra, cara! Quem tá usando a roupa não é o outro? Deixa o abençoado ser feliz, cacete! Que saco!

Uma das coisas que eu gosto de fazer é observar as pessoas. E isso inclui suas reações. Eu mesma já testei dar esse choque na sociedade. HAHAHAHAHAHA. Anyway, as pessoas adoram olhar de forma a te fazer repensar se você precisa se vestir ou se comportar daquela forma. A sociedade em si tem uma forma hipócrita de lidar com ela mesma. E o que mais incomoda essa gente é ver que pessoas alternativas simplesmente não ligam pra isso. E, sinceramente, pra que ligar? A partir do momento que você não está ofendendo ninguém, não há motivo para qualquer mudança de comportamento, não é?

A pessoa alternativa é o verdadeiro camaleão. Se adapta a qualquer ambiente. Do mais social ao mais descontraído. Até porque é da sua natureza estar entre pessoas distintas. E gosta. E se reconhece como uma. Os que seguem esse estilo conseguem ser até mais desprendidos. Porém, não confundam liberdade com libertinagem! Ser alternativo em relação ao estilo de vida não significa que a pessoa seja necessariamente gay, bi, tri, tetra ou ômega. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, lelekada.

Tenho muito orgulho dos meus amigos que simplesmente ignoram esse tipo de atitude repressiva vinda da sociedade. Até porque, não é através de briga que se consegue alguma coisa. Você precisa ter embasamento para discutir algo. Hoje eu venho pedir a vocês que pensem em uma única questão: Por que é o seu jeito que está certo?  Justifique-se para si mesmo. E perceba o mesmo que eu. Não existe jeito certo. Existe a necessidade do respeito. E esse, Manolo, é um item raro e que tá em falta no mercado. Cada vez mais inflacionado. Olha ae, gente!

Beijos cheios de saudades e até semana que vem, com mais chocolate porque to de dieta!

assinatura

Anúncios

#RHSC – UM É POUCO. DOIS É BOM. TRÊS É DO CARALHO!


Sexo à três é uma coisa diferente. É preciso ser muito evoluído para fazê-lo. Pode ser bom pra cacete! Ou pode ser uma porcaria! Mas uma coisa é certa: nem todo ser humano é “capaz de processar” isso.

modelocapa

Coééééééé, galerê! Partiremos hoje no universo do sexo à três. Huuuummmmm! Então, sexo é muito bom e pá. Isso realmente NÃO SE DISCUTE. Agora quando começa a surgir a ideia de colocar um terceiro ou terceira integrante no grupo, a parada começa a ficar meio tensa.

Quando o casal é evoluído o suficiente pra entender que aquela terceira pessoa é só pra prazer físico, tá beleza. Mas quando uma das partes não entende e ainda sim o casal tenta fazer a brincadeira, existe a possibilidade de dar merda. E feia. Beeeeeeeeem feia. E resumo em uma palavra: CIÚMES.

Geralmente isso funciona bem entre amigos. Porque justamente eles não têm o vínculo emocional que um casal de namorados tem. Não significa que vá ser maravilhoso, até porque pode não rolar a química e talz. Mas pode ser bem legal. Uma experiência que nem todo mundo tem. Se você tem vontade e não é encanado com essas coisas, vai lá pô! Faz mesmo!

Acho muito digno a gente fazer o que dá vontade. E não se esqueçam da porra da camisinha, porque né… A experiência, como um todo é válida. Abrir novos horizontes é sempre bom. E você vai poder dizer se gosta ou não disso. O que não pode rolar é preconceito! Se for fazer, vai e, vai na fé! Deve ser legal. Quem sabe um dia eu não experimento e conto pra vocês. HAHAHAHA

Mega Beijo nas bochechas! Inté semana que vem!

assinatura

#RHSC – Os relacionamentos são mais que amor, mas nem todo mundo entende isso


Como não acabar com seu relacionamento e entender que é tudo muito simples e muito complicado ao mesmo tempo. Duas sacadinhas que são melzinho na chupeta pra vocês não darem mole!

modelocapa

E aí genten? Hoje o papo é útil para ambos os sexos. Vamos falar sobre relacionamentos e o grande mistério por trás deles. Se interessou? Então, partiu!

Começar um relacionamento é mole. Você fica com a pessoa e vai ficando, vai ficando, vai ficando… até que pá! Ah, que lindo… Estão namorando! E aí vão realmente se conhecendo. Vocês enxergam os defeitos um do outro e aí os problemas começam.

Na maioria dos casos, as pessoas já estão habituadas com o jeito de ser do parceiro (a) e, ignoram aquele defeitinho ou ação que a pessoa cisma de ter que tanto incomoda. Mas chega uma hora que não dá mais. Aí, o caldo entorna! O negócio fica tenso e o relacionamento pode até acabar.

Homens: Sejam menos individualistas! As mulheres gostam que vocês queiram construir as coisas junto delas no relacionamento. Por exemplo, não digam “minha cama”, digam “nossa cama”. Além de ser mais romântico, faz com que fortaleça a relação.

Mulheres: Sem nojinho! Os homens gostam de mulher com iniciativa! Não adianta você ser sempre aquela donzelinha esperando que seu príncipe venha para te satisfazer! Vai pra cima dele, gata! Só saibam dosar para que o cara não perca sua “masculinidade”.

Os relacionamentos não são fáceis, mas também não são um bicho de sete cabeças. Para que um relacionamento dê certo de verdade, é preciso mais que vontade de ser feliz. É preciso ter vontade de fazer o outro feliz. É preciso estar pronto para abrir mão, para ceder quando necessário, para conversar. Querer estar perto sem sufocar, respeitar os espaços individuais. Estar juntos com os amigos de cada um. Ter amigos em comum e ter amigos separados. Confiar e sentir ciúmes. Fazer amor e sexo. Ir buscar no trabalho. Fazer aquela janta especial. Estar pronto para encarar as dificuldades quando elas se apresentarem. Não soltar a mão. Sorrir e chorar junto. Ter medo e ter coragem. Construir um futuro junto com quem você ama e descobrir que nem sempre o amor é o suficiente.

É minha gente. Nem sempre o amor é o suficiente. Mas ele é essencial. A grande verdade é que não há nenhum mistério por trás do segredo dos relacionamentos bem sucedidos. O segredo é ser você e aceitar o outro do jeito que ele (a) é. Dar certo é trabalhar junto e sorrir ao ver o brilho no olhar do outro. Isso basta.

Beijinhos com cheirinho de morango! Até semana que vem!

assinatura

#RHSC – As minhas alucinações mais deliberadas viajam dentro de tudo o que me convém. E dentro de você também!


Dentro da sociedade temos que manter uma linha desnecessária e idiota para mostrar que somos “educados” ao seguir seus padrões. Por favor, não faça isso. Deixe suas alucinações tomarem conta do seu corpo de vez em quando. Liberta, faz bem e dá tesão

modelocapa

O fato de termos de justificar nossos pensamentos para a sociedade me irrita profundamente. Se eu quiser sair com uma porra de uma saia curta, isso faz de mim uma puta? Ou se um dia eu resolver ir numa boate gay, isso me faz gay? Até dentro dos relacionamentos hoje em dia existe um tipo de convenção em que “não se diz isso”, ou “não se faz aquilo”. Isso é tão ridículo!

Nossa cabeça é tão ocupada por pensamentos sórdidos e sujos que até temos medo de dizer. Gente, isso é normal do ser humano. É a nossa condição. O que te faz autêntico é você mostrar o que pensa ou não. Mas, vale lembrar que nem todo mundo tá preparado pra aceitar a sua opinião. Então vai de cada um: ou você vai bater de frente, ou vai simplesmente ignorar.

Na questão do sexo é a mesma coisa. A pergunta chave é: O que te dá tesão? Pronto. Agora responde. Seja ver filme pornô, ver o outro te chupando e por aí vai… Não ser a bonequinha de porcelana. Deixe-se levar de vez em quando pelo calor das pernas da menina da mesa do lado. E deixa o cara puxar seu cabelo e fazer você se sentir daquele jeito que você sempre quis.

Por que é tão difícil se libertar de certos dogmas que você se obrigou a aceitar? A liberdade é uma ideia excitante e ao mesmo tempo aterrorizante. Eu decidi que não me curvo mais às vontades de ninguém, a não ser que me convenha. Mas não abandono minha flexibilidade de mudanças. Somos produto do meio. Somos mutáveis.

As alucinações que permeiam a cabeça de cada um são muito particulares. Acho justo que elas sejam compartilhadas. Isso é arte, é lindo. É quase poético. Se perder dentro de você e do outro é uma das melhores sensações do mundo. Se você nunca teve, recomendo. É épico! É mais que fazer sexo. É fazer amor. Vamos alucinar e perder a noção de tempo, espaço e vergonha com quem a gente ama. Vale a pena.

Beijinhos com as pimentinhas dos Red Hot Chili Peppers, que me inspiram pelas suas alucinações. Tanto, que são parte da coluna. Até semana que vem, meuzamores! ❤

assinatura

#RHSC – O amor e a carência


SEXXXXXta chegou, e a nossa blogueira de comportamento veio com mais um assunto pra esquentar nosso fim de semana!

Bora curtir???

modelocapa

 

O amor e a Carência

A carência. Ah, Deus, a carência.

Definição: sf (lat carentia) 1 Falta do preciso. 2 Necessidade. 3 Privação

Um sentimento nojento, chato e que consegue fazer com que o nosso dia se torne horrível em um milésimo de segundo. Por quê, Deus, por quê?

Para os homens, a carência está relacionada diretamente ao físico. Para os safados, a façanha de comer uma mulher. Para os mais românticos, a arte da conquista de uma dama. Para os mais científicos, a conclusão da cópula. E assim vai…

Pra mulherada, é bem mais difícil. A carência está ligada ao emocional. Aquele momento que ela quer alguém que a abrace e diga que vai ficar tudo bem. Que não precisa sentir medo e nem se preocupar, que ela está protegida. Alguém que a encha de beijos e sim, porque não, no final faça amor com ela.

Legal mesmo é quando existe o casal e um acaba com a carência do outro. Mas e quando a pessoa é “forever alone”? Faz como? Sai pra balada e pega qualquer um? Vai pro puteiro comer as “primas”? Não, minha gente. Já dizia o famoso poeta, que não me recordo o nome porque são 4:53 de uma segunda feira e, sim, a pessoa que vos escreve trabalha: “Ame a si mesmo antes de amar o outro”.

Já Dizia Whitney Houston, em sua música, “Greatest Love of all” “O maior amor de todos / É fácil de alcançar, aprendendo a amar a si mesmo / Este é o maior amor de todos”

Vamos nos amar para podermos oferecer um amor melhor para o próximo. E um sexo mais satisfatório também, por favor.

assinatura

#RHSC – O sexo foi ruim, e agora?


A tão esperada SEXta-feira chegou. E ai, vamos apimentar nosso fim de semana?

Em seu primeiro post, nossa mais nova parceira e colunista traz o dilema de como agir se, na hora “H”, nada saiu como planejado.

Aaah, e não esqueça de enviar suas sugestões, opiniões ou críticas para o e-mail >>> rhsc.fenix@gmail.com

Bora curtir???

modelocapa

Quando a primeira vez de um casal não é do jeito que cada um esperava, relaxar e tentar de novo é a melhor escolha.

Você conhece a pessoa dos seus sonhos, se apaixona, e finalmente começa um relacionamento. Com o tempo, faz coisas pra agradar o seu amor, como a comida favorita, usa aquele perfume especial, aquela roupa linda. Com o tempo, o clima entre vocês começa a esquentar. É mão aqui, mão ali, boca aqui, mordida ali, até que vocês chegam aos “finalmentes” e um não corresponde às expectativas do outro. O que fazer?

Primeiro: Isso REALMENTE acontece! Tanto de um lado quanto do outro. Às vezes o seu par está apenas nervoso, ou não está preparado para dar esse passo importante num relacionamento.

Ás vezes, por respeitar muito a menina, ele tem medo de passar dos limites. E por insegurança, ela pode simplesmente travar. O pulo do gato é saber lidar com esse tipo de situação que pode, ou não, acontecer.

NÃO LEVE TÃO A SÉRIO. O sexo num relacionamento não deve ser encarado como algo que precise ser feito num período estipulado, com uma frequência exata e com tempo de duração certo. O sexo é para ser espontâneo, divertido e gostoso. Que seja uma rapidinha de 15 minutos ou um sexo tântrico de 4 horas, mas que seja feito com vontade.

Com o tempo, o casal se conhece melhor e um passa a dividir suas fantasias com o outro, e isso é o mais gostoso. Você perde a vergonha do seu corpo e apimenta o relacionamento. Lembrando que tudo deve ser feito no devido tempo de cada casal. As coisas vão fluindo de acordo com o ritmo estipulado por vocês e a primeira vez do casal, nem sempre é a mais importante. O que acontece depois dela é o que realmente conta. Sexo é sexo. Não precisa complicar. Se foi bom, ótimo! Se foi ruim, desencana. Haverá outra oportunidade e aí, vocês praticam mais. Afinal, a prática leva à perfeição.

Meninos: Não queiram pisar no acelerador e chegar rápido no quarto dela. Garotas curtem o flerte, a conquista, o papo. Uma dica: Um cara com um bom papo encanta mais do que um cara gostoso.

Meninas: Relaxem! Não precisam ficar segurando tanto a vontade de ir para a cama com os caras. Uma dica: Caras gostam de garotas com iniciativa. Mostre o que você quer sem parecer vulgar.

Até semana que vem, cats!

assinatura

#Novidade – Coluna Nova!


É com muito PRAZER que apresento a mais nova gata do #FênixBlog !

Ela estará com a gente todas as SEXtas-feiras !

Seja bem-vinda !

modelocapa

Yooo, chegay!

Bueñas, people!

Meu nome é Thais e eu sou a primeira colunista do blog FENIX MAKE UP. Sou amiga-irmã da Mariana e faço Jornalismo. Não sou muito interessante em si. Sou totalmente sussa em relação a qualquer assunto. Então se vocês quiserem me mandar algum email, enviem para rhsc.fenix@gmail.com. Estarei respondendo o mais rápido possível.

Nessa coluna, nós vamos falar sobre sexo, relacionamento e comportamento. Claro que vocês podem sugerir temas relacionados a esses assuntos. Irei pesquisar e tentarei atender às necessidades de vocês. Espero que possamos trocar experiências e que vocês gostem da coluna.

Curtam, comentem e aproveitem.

Ahhh! Não esqueçam! Sexo é bom, feito com quem você gosta é melhor ainda. E mesmo que seja casual, é uma delícia.

Aproveitem a vida e não esqueçam a CAMISINHA, pfvr, né!

assinatura

Estudante de jornalismo, apaixonada por cinema, Branca de Neve nas horas vagas, obcecada por Johnny Depp e Matt Bomer, à procura de seu Christian Grey e do cappuccino perfeito. Adora cerejas, sarcasmos, chocolates, morangos, series de TV, chapéus, roupas pretas e fala sobre tudo, sem medo de ser feliz.
Instagram: @thaisduartex
Facebook: /thaisduarte.3551